Guia Completo de Amamentação para Mães de Primeira Viagem: Benefícios e Dicas Práticas

A amamentação é um capítulo mágico e desafiador da maternidade, cada mãe terá uma experiência única, vivenciado dificuldades comuns, assim como conquistas incríveis. Fato é que se você é uma futura mamãe ou acabou de dar à luz, passará por essa fase e precisa estar pronta para superá-la.

Afinal de contas, a amamentação é super importante para o bebê, fornecendo diversos benefícios, além de auxiliar na construção e fortalecimento do vínculo mãe e filho.

Neste artigo, você encontrará informações valiosas que irão te ajudar desde os primeiros após o nascimento do seu bebê até a conquista de uma rotina de amamentação que funcione para você e seu bebê. Desmistificaremos desafios comuns e celebraremos as pequenas vitórias que tornam a maternidade tão especial.

Prepare-se para uma leitura leve, recheada de benefícios surpreendentes da amamentação e dicas práticas que se encaixam perfeitamente na sua vida corrida de mãe e que farão toda a diferença nessa jornada.

Desafios Comuns Enfrentados por Mães de Primeira Viagem durante a Amamentação

A jornada de amamentação é uma experiência única e transformadora para as mães de primeira viagem, super importante para os bebês, mas repleta de alegrias e desafios. Dentre todos os desafios, podemos destacar:

  • O desconforto nos primeiros dias, enquanto você e seu bebê se adaptam à amamentação.
  • A insegurança da produção de leite não ser o suficiente nos primeiros dias.
  • Problemas de pega do seio pelo bebê.
  • A sensibilidade nos mamilos, especialmente nos primeiros dias de amamentação.
  • O aumento na sensação de cansaço e fadiga.
  • Dificuldade em identificar a saciedade do bebê.
  • As preocupações com não estar sendo uma boa mãe.
  • A da própria experiência de amamentação com a de outras mães.

Leia Também: Amamentação sem Dor: Os Melhores Protetores de Mamilos para uma Experiência Confortável

Preparação Pré-Natal para a Amamentação: Dicas para preparar os seios durante a gestação

A chegada de um bebê é uma experiência incrível e emocionante, repleta de expectativas e preparativos. Se você está se preparando para a amamentação, é essencial começar a cuidar dos seus seios durante a gestação para garantir uma transição mais suave para essa fase tão especial.

1 – Conheça seus Seios:

Antes de mais nada, é crucial que você esteja familiarizada com a anatomia dos seus próprios seios. Entender a estrutura mamária pode ajudar a aliviar preocupações e a se preparar para as mudanças que irão ocorrer durante a gestação e a amamentação.

2 – Hidratação Adequada:

Manter a pele dos seios hidratada é fundamental. Escolha um creme ou loção hidratante sem fragrâncias adicionadas, aplicando-o suavemente nos seios, pelo menos 2 vezes ao dia. Isso ajuda a prevenir ressecamento, rachaduras e até mesmo estrias.

Confira: As Melhores Pomadas para Seios na Amamentação: Cuidado e Alívio para as Mães

3 – Massagem Suave:

É importante que você inclua em sua rotina de cuidados pré-natal, uma massagem suave nos seios. Isso não apenas promove a circulação sanguínea, mas também auxilia na preparação dos dutos mamários para a produção de leite.

Caso você não saiba como executar esse tipo de massagem, peça ajuda a sua obstetra ou doula. Mas também vale uma pesquisa rápida na internet.

4 – Exposição Solar Controlada:

Outro cuidado que deve ser inserido na sua rotina de cuidados pré-natal é expor os seios ao sol, permitindo que recebam um pouco de luz solar. No entanto, evite a exposição excessiva e preferia os horários até as 10:00 e após as 16:00. Além disso, se atente ao tempo. O recomendado é a exposição por até 15 minutos diários.

5- Sutiãs Confortáveis:

Invista na compra de sutiãs confortáveis, que possuam suporte adequado. Outro aspecto que deve ser observado é se o sutiã pode ser ajustado, para evitar pressões desnecessárias sobre os seios. Considere a compra de sutiãs de amamentação para maior praticidade e sempre opte por experimentá-los antes de finalizar a compra.

Confira: Top 5 Sutiãs para Amamentação Mais Recomendados pelas Mães

6- Exercícios para os Músculos Peitorais:

Durante a gestação, e até mesmo antes dela, a prática de exercício é fundamental. Ao fortalecer os músculos peitorais por meio de exercícios suaves, você estará contribuindo para uma melhor sustentação dos seios.

Para sua segurança e para segurança do bebê, é importante que antes de começar a praticar qualquer tipo de atividade, você consulte seu médico.

7- Aprenda sobre a Pega Correta:

Durante a amamentação, uma pega correta é essencial para evitar desconfortos e problemas como fissuras. Considere participar de aulas de amamentação para aprender técnicas eficazes.

8 – Converse com um Especialista em Amamentação:

Agende uma consulta com um especialista em amamentação pode fornecer informações personalizadas e tranquilizar quaisquer preocupações específicas que você possa ter.

Leia Também: Melhores Absorventes para Seios em Fase de Amamentação

Como Reconhecer os Primeiros Sinais de Fome do Bebê

Para garantir uma boa experiência durante o processo da amamentação é fundamental que você, como mãe, reconheça os sinais que o seu bebê emite quando está com fome.

Essa compreensão do sinais de fome é de extrema importância pois não apenas fortalece a conexão entre você e seu bebê, mas também contribui para uma alimentação mais tranquila e satisfatória.

Os sinais comuns que o bebê dá quando está com fome são:

  • Movimento instintivo de busca. Onde o bebê pode virar a cabeça de um lado para o outro, buscando o peito ou a mamadeira.
  • A agitação e a inquietação são sinais claros de que o bebê está se preparando para se alimentar. Ele pode mexer as pernas e os braços de maneira mais intensa.
  • O bebê também pode começar a sugar ou morder suas próprias mãos e dedos.
  • Movimentos de abrir e fechar a boca e/ou sugar/lamber os lábios.
  • Emito sons e choro específicos, podendo ser mais agudo e vir acompanhado de movimentos mais enérgicos.
  • Olhos mais abertos e alertas, acompanhando de movimentos da língua de maneira inquieta.

Ao ficar atenta a esses sinais, você estará apta a antecipar as necessidades alimentares do seu bebê, promovendo uma alimentação mais tranquila e eficiente. É importante que você leve em consideração que cada bebê é único, e entender seus sinais individuais é uma parte fundamental da jornada de cuidar do seu pequeno. A prática e a observação constante irão aprimorar ainda mais a sua habilidade de reconhecer os primeiros sinais de fome do seu bebê.

Técnicas para Garantir uma Boa Pega – Passo a Passo

Uma boa pega é essencial para garantir uma experiência confortável e eficaz, que ajuda a superar muitos dos desafios comuns nessa fase. Aqui, listamos um passo a passo com orientações práticas sobre como garantir uma pega adequada durante a amamentação. Confira:

Passo 1: Posicionamento Adequado – Antes de iniciar a amamentação é essencial que você e o bebê estejam confortavelmente posicionados. Uma maneira de garantir isso usando travesseiros ou almofadas de amamentação para apoiar suas costas e os braços do bebê. Alinhando a cabeça e o corpo do bebê

Confira: As Melhores Almofadas de Amamentação

Passo 2: Boca Bem Aberta – Quando o bebê estiver pronto para mamar, aguarde até que sua boca esteja bem aberta. Uma boca larga facilita a pega correta e garante que o bebê pegue não apenas o mamilo, mas também uma parte significativa da aréola. Isso distribui a pressão de sucção de maneira mais uniforme, reduzindo o risco de desconforto e fissuras nos mamilos.

Passo 3: Lábios Virados para Fora – Observe se os lábios do bebê estão virados para fora durante a pega. Isso contribui para uma pega mais eficiente e reduz a pressão sobre os mamilos.

Passo 4: Sons de Sucção – Preste atenção e escute os sons de sucção. Um padrão de sucção eficaz é crucial para garantir que o bebê esteja recebendo leite de maneira consistente. Sons regulares indicam uma boa pega e uma alimentação eficiente.

Passo 5: Observe o Queixo do Bebê – Durante a amamentação, o queixo do bebê deve tocar o seio, enquanto o nariz permanece livre. Isso garante uma respiração adequada enquanto o bebê se alimenta.

Passo 6: Ajustes se Necessário – Esteja atenta aos sinais de desconforto ou dor. Se a pega não estiver correta, não hesite em interromper e reposicionar o bebê. Às vezes, ajustes sutis fazem toda a diferença.

Passo 7: Procure Ajuda Profissional se Necessário – Se você está enfrentando dificuldades persistentes com a pega, não hesite em procurar a ajuda de um especialista em amamentação. Eles podem oferecer orientações personalizadas e práticas para garantir uma pega adequada.

Desconto HOJE: 12%Mais Vendido nº 1
Protetor de Mamilos Amamente, Amamente
Protetor de Mamilos Amamente, Amamente
Alivia a dor nos casos de mamilos rachados ou com fissuras; Fabricado com silicone extrafino, macio e antialérgico
Mais Vendido nº 2
Protetor De Seios Com Caixa Protetora, Buba, Incolor
Protetor De Seios Com Caixa Protetora, Buba, Incolor
Com case protetora; Em silicone macio ultrafino.; BPA free.; Contém: 2 unidades.
Mais Vendido nº 4
Kuka Protetor De Seio Em Silicone
Kuka Protetor De Seio Em Silicone
Protetor de seio em silicone; Nome da marca: Kuka; País de origem do produto: Brasil; Marca: Kuka

* Links afiliados / Imagens API de publicidade da Amazon

Conclusão

A amamentação é uma jornada compartilhada, e conhecer os desafios comum, assim como a maneira correta de se preparar para iniciar essa jornada são essenciais para o sucesso. Entretanto, nada disso valerá a pena se você não garantir uma boa pega.

Uma boa pega é um passo importante para uma experiência gratificante da amamentação para você e seu bebê.

É importante lembrar que cada bebê é único, e a prática leva à perfeição. Esteja aberta a ajustes, confie nos seus instintos como mãe e busque apoio quando necessário.