O Que é Terrores Noturnos em Bebês

Os terrores noturnos são um distúrbio do sono que podem ocorrer em bebês. Durante um episódio de terrores noturnos, o bebê pode acordar subitamente durante a noite, chorando e parecendo extremamente assustado. É importante ressaltar que os terrores noturnos são diferentes dos pesadelos comuns.

Os terrores noturnos são mais comuns em crianças entre 2 e 6 anos de idade, mas também podem afetar bebês. Durante um episódio, o bebê pode parecer agitado, suar muito e ter uma frequência cardíaca acelerada. Eles podem até mesmo gritar ou agir de forma agressiva, como se estivessem lutando contra algo invisível.

Ao contrário dos pesadelos, os terrores noturnos ocorrem durante a fase de sono profundo do bebê, o que significa que eles podem não se lembrar do episódio no dia seguinte. É importante lembrar que os terrores noturnos não são prejudiciais para o bebê e geralmente desaparecem por conta própria com o tempo.

Embora a causa exata dos terrores noturnos ainda seja desconhecida, alguns fatores podem contribuir para o seu surgimento, como a fadiga, o estresse e a privação de sono. Também é importante ressaltar que os terrores noturnos não são considerados um sinal de problemas emocionais ou psicológicos em bebês.

Para ajudar a lidar com os terrores noturnos, é importante manter uma rotina de sono consistente para o bebê, com horários regulares de dormir e acordar. Além disso, é fundamental criar um ambiente tranquilo e confortável para o sono, evitando estímulos excessivos antes de dormir.

Se o bebê apresentar terrores noturnos frequentes ou se os episódios forem muito intensos e durarem por um longo período de tempo, é recomendado procurar orientação médica. O pediatra poderá fazer uma avaliação mais detalhada e oferecer orientações específicas para ajudar a lidar com os terrores noturnos do bebê.

De forma resumida, os terrores noturnos são um distúrbio do sono que podem afetar bebês. Durante um episódio, o bebê pode acordar subitamente, chorando e parecendo assustado. Esses episódios são diferentes dos pesadelos e geralmente desaparecem por conta própria. É importante manter uma rotina de sono consistente e criar um ambiente tranquilo para ajudar a lidar com os terrores noturnos. Se os episódios forem frequentes ou intensos, é recomendado buscar orientação médica.