O Que é Biopsia de Vilosidade Corial

A biópsia de vilosidade corial é um procedimento realizado durante a gravidez para obter informações sobre a saúde do feto. Durante o procedimento, uma pequena amostra de tecido chamado vilosidade corial é retirada do útero da mãe. Essa amostra contém células do feto e pode ser analisada para detectar problemas genéticos ou cromossômicos.

A biópsia de vilosidade corial é geralmente realizada entre as semanas 10 e 13 de gestação. O procedimento é feito com a ajuda de um ultrassom, que guia o médico na inserção de uma agulha fina através do abdômen ou do colo do útero. A agulha é usada para coletar uma pequena quantidade de vilosidade corial, que é então enviada para análise em laboratório.

Essa análise pode detectar condições como a Síndrome de Down, a fibrose cística e outras doenças genéticas. Além disso, também é possível determinar o sexo do bebê através da biópsia de vilosidade corial.

É importante ressaltar que a biópsia de vilosidade corial é um procedimento invasivo e, como qualquer intervenção médica, apresenta alguns riscos. Pode causar desconforto, sangramento ou infecção. Portanto, é fundamental discutir com o médico os benefícios e os riscos antes de realizar o procedimento.

Em poucas palavras, a biópsia de vilosidade corial é um exame que permite obter informações sobre a saúde do feto durante a gravidez. É um procedimento realizado entre as semanas 10 e 13 de gestação, no qual uma pequena amostra de vilosidade corial é coletada e analisada em laboratório. Embora seja útil para detectar problemas genéticos, é importante considerar os riscos envolvidos antes de decidir fazer o exame.