Como Manter seu Bebê Seguro Durante as Refeições

Uma das tarefas mais importantes para garantir o desenvolvimento saudável de um bebê é a alimentação. Mas, além de garantir o oferecimento de refeições nutritivas e adequadas a idade e fase de desenvolvimento do seu bebê, é crucial estar atento à segurança durante as refeições, já que bebês podem engasgar com facilidade e correr riscos.

Neste artigo, listamos algumas dicas essenciais para manter seu bebê seguro durante as refeições, desde a escolha dos alimentos até a prevenção de engasgos, sufocamentos e outros perigos durante o processo, garantindo que a hora da comida seja um momento agradável e seguro para toda a família.

10 Dicas para garantir a segurança do bebê durante as refeições

Os bebês merecem cuidado especial durante as refeições, que garantam sua saúde e bem-estar. Pensando nisso, criamos uma lista com 10 dicas de como manter o bebê seguro durante as refeições. Leia com atenção e garanta que seu bebê se desenvolva em segurança.

1 – Posicione o bebê corretamente

Manter o bebê na posição correta durante a refeição, irá depender da idade e do estágio de desenvolvimento dele. Cada etapa demanda uma atenção especial, mas em todas elas opte por utilizar uma cadeira de alimentação apropriada.

Elas são projetadas para manter o bebê seguro e confortável durante as refeições e possuem cintos de segurança e outras características que ajudam a prevenir quedas e outros acidentes:

  • Bebês que ainda não sentam sozinhos: Caso sem bebê ainda não consiga sentar e permanecer sentado sem ajuda, o ideal é que você coloque-o em um assento seguro e estável, que seja reclinável e possua suporte para a cabeça e o pescoço.
  • Bebês que já conseguem sentar sozinhos: Coloque o bebê sentado em uma cadeira de alimentação ou em uma poltrona especial para bebês, com o cinto de segurança bem preso .A cadeira deve ter um encosto e apoio para os pés para que o bebê possa se apoiar confortavelmente.
  • Bebês que já estão começando a comer com as mãos: Ainda usando a cadeirinha de alimentação adequada a idade do bebê, com o cinto de segurança bem preso, posicione o bebê para que ele possa alcançar os alimentos facilmente.
  • Bebês que já estão comendo com colher: Posicione o bebê sentado em uma cadeira de alimentação, com encosto e apoio para os pés, e posicione-o de frente para você. Garanta uma colher em um ângulo suave para que o bebê possa pegar a comida facilmente.
Desconto HOJE: 12%
Burigotto Cadeira De Refeição Poke Preto Night Sky
4,082 Reviews
Burigotto Cadeira De Refeição Poke Preto Night Sky
  • Alimentação
  • Para crianças de 6 a 36 meses, até 15 Kg
  • Bandeja e Sobrebandeja removível
  • Cinto de segurança de 5 pontos
  • Pedana
Desconto HOJE: 11%
Cosco Cadeira De Refeição Portátil Smart Gelo
  • 2 Posições De Altura
  • Cintos de segurança para o bebê
  • Tiras com retrator, para fixar nas cadeiras
  • Bandeja removível
  • Tampa com porta objetos
Desconto HOJE: 34%
Chicco Pocket Snack Assento Elevatório para Alimentação, Cinza (Dark Grey), da 6…
  • Indicação de uso: dos 6 meses até 15kg
  • Super compacto: quando fechado fica com apenas 10cm de profundidade
  • Altura ajustável em 3 posições para acompanhar o crescimento do bebê
  • Bandeja removível permite o uso mesmo longe da mesa
  • Cinto de 3 pontos

2 – Ofereça o alimento de forma adequado a idade e fase de desenvolvimento

O tipo de alimento adequado a ser oferecido ao bebê também irá depender da idade e fase de desenvolvimento do bebê. Você deve optar em oferecer alimentos seguros e apropriados para evitar qualquer tipo de perigo.

  • Bebê recém-nascidos: Ofereça o leite materno ou fórmula infantil indicada pelo pediatra.
  • A partir dos 6 meses: Inicie a apresentação gradual de alimentos sólidos, começando por alimentos em consistência de purês ou papinhas. O ideal é oferecer um alimento por vez, para identificar possíveis alergias alimentares. Nessa fase, você poderá oferecer legumes, frutas, proteínas, cereais e etc.
  • A partir dos 9-10 meses: o bebê já pode começar a experimentar alimentos em pedaços pequenos e macios, como pedaços de banana ou cenoura cozida.
  • A partir de 1 ano: Os pedaços podem ser um pouco maiores, mas ainda devem ser cortados em tamanhos adequados para que o bebê possa mastigá-los e engoli-los com facilidade. Uma boa medida é cortar os alimentos em pedaços do tamanho da ponta do dedo do bebê.

Observação: Cada bebê se desenvolve em seu próprio ritmo, por isso é importante observar as habilidades e comportamento de seu bebê durante as refeições para decidir quando e em que quantidade introduz alimentos em pedaços maiores.

3 – Evite oferecer alimentos duros ou com casca

As habilidades de mastigação e coordenação do bebê estão em pleno desenvolvimento. Por isso, evite ofertar alimentos duros ou com casca grossa que possam causar engasgos ou sufocamento, como nozes, sementes, pipoca, uvas inteiras, doces duros, entre outros, até que um bebê tenha a capacidade de coordenar a deglutição e a mastigação.

Observação importante: Siga as recomendações do pediatra no que diz respeito à introdução de novos alimentos.

4 – Esteja atento a temperatura dos alimentos

O alimentos oferecidos ao bebê devem estar em temperatura morna ou ambiente, ou seja, não devem estar muito quentes nem muito frios. Pois, alimentos muito quentes, podem causar queimaduras na boca e na língua do bebê, além de prejudicar o seu apetite e até mesmo causar lesões no esôfago. Já alimentos muito frios podem irritar a garganta e causar desconforto.

Para verificar a temperatura, a melhor maneira é experimentando um pouco do alimento antes de oferecer ao bebê.

5 – Cuide da higiene dos alimentos

Os alimentos que fazem parte da alimentação do bebê devem ser bem higienizados e conservados em local adequado.

Quando mal conservados ou mal higienizados, os alimentos podem representar riscos a saúde e bem-estar di bebê. Pois podem conter bactérias ou outros micro-organismos que causam infecções gastrointestinais, o que pode ser muito perigoso para o bebê.

Por isso, é importante lavar bem os vegetais, frutas e legumes, assim como todos os utensílios utilizados na preparação, incluindo as mãos antes de manipular alimentos.

Para garantir que os alimentos foram higienizados da maneira adequada o ideal é que antes mesmo de manipular qualquer alimento, lave bem as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos. As superfícies de trabalho, tábuas de corte e utensílios devem ser limpos e desinfetados antes e após o uso.

Outro ponto é que, lave frutas e vegetais em água corrente limpa, mesmo aqueles que serão descascados. Use uma escova pode ser usada para esfregar superfícies firmes, como maçãs ou batatas e produtos específicos para desinfectar alimentos.

Outro detalhe importante é sempre escolher alimentos frescos, de qualidade e boa procedência.

BioClub Limpeza De Frutas E Vegetais
  • Desinfetar frutas e verduras, mata micróbios e é mais saudável
  • Vegano
  • Possui alta atividade antimicrobiana atóxica

6 – Supervisione o bebê durante as refeições

Os bebês precisam ser supervisionados durante toda refeição. Dessa forma, você poderá evitar engasgos e até mesmo sufocamento. Os bebês ainda não possuem 100% das suas habilidades de mastigação e deglutição desenvolvidas, assim como a coordenação motora, o que pode facilitar a ocorrência de situações que ponham o bem-estar do bebê em risco.

Nunca deixe o bebê sozinho durante as refeições.

7- Nunca force o bebê a comer

Esteja sempre atenta e respeite os sinais de saciedade do bebê e não force-o a comer mais do que ele quer. Ao forçar você irá gerar estresse e ansiedade no bebê e tornando-o menos tolerante a experimentar novos alimentos no futuro e também pode levar a um desequilíbrio de poder na relação entre o bebê e o cuidador, o que pode prejudicar a confiança e a segurança emocional do bebê.

Esse comportamento também pode causar um grande desconforto e até mesmo engasgos, colocando o bebê em perigo. Já que o bebê pode engolir grandes quantidades de alimentos sem mastigar corretamente.

É importante lembrar que cada bebê tem suas próprias necessidades nutricionais e seu próprio ritmo de crescimento.

O ideal é respeitar o ritmo e apetite do bebê e oferecer ao bebê alimentos saudáveis ​​e nutritivos, favorecendo uma relação saudável e prazerosa com a alimentação desde cedo.

8 – Mantenha um ambiente livre de distrações

Mantenha o foco do bebê na tarefa em questão: Comer! Além de evitar acidentes, a refeição ocorrerá de forma mais tranquila e você conseguirá identificar com mais facilidade, os sinais de saciedade.

Para isso, mantenha o ambiente livre de distrações, desligando a televisão e outros aparelhos eletrônicos durante as refeições. Dessa forma, você irá garantir que o bebê esteja seguro e bem alimentado.

9 – Use acessórios de alimentação adequados

Existem alguns acessórios que são muito úteis na hora da alimentação do bebê. Esses acessórios ajudam a tornar o momento mais confortável e seguro. Para isso, eles devem ser adequados a idade e fase de desenvolvimento do bebê.

Por isso escolha um prato com separações para ajuda a separar diferentes tipos de alimentos durante as refeições, facilitando a organização da alimentação do bebê e colheres e garfos próprios para bebês, que são mais suaves e menores do que as colheres e garfos de adultos, o que facilita a alimentação do bebê.

Outro ponto é que, o uso do babador pode ser interessante para evitar que o bebê se suje durante a refeição.

Outro item que merece atenção é o copo, este deve ser com bico ou canudo adequado para bebês. Eles facilitam a transição da mamadeira para o copo.

Já para as mamães, um processador de alimentos será de grande ajuda, já que o aparelho irá facilitar o preparo de papinhas e purês, de forma rápida e prática.

Desconto HOJE: 32%
Clingo Babador De Silicone Com Bolso Coletor – – Milky Rosa
  • Feito de silicone super macio e delicado.
  • Possui bolso coletor de migalhas.
  • Impermeável e fácil de limpar.
  • Ajustável
  • Indicado para bebês a partir de 3 meses.
Desconto HOJE: 13%
Clingo Babador De Silicone Com Bolso Coletor – – Luke Azul
  • Feito de silicone super macio e delicado.
  • Possui bolso coletor de migalhas.
  • Impermeável e fácil de limpar.
  • Ajustável
  • Indicado para bebês a partir de 3 meses.
Clingo Babador De Silicone Com Bolso Coletor Coala
  • Tecido impermeável
  • Forro de algodão
  • Livre de BPA
  • Descubra produtos úteis para você.

Leia mais: Facilite a Alimentação do seu Bebê: Conheça os Melhores Kits de Alimentação

10 – Evite alimentos industrializados e com aditivos

O alimentos industrializados possuem ingredientes nocivos a saúde do bebê, como podem ser perigosos para os bebês por várias razões, como os conservantes, corantes e aromatizantes artificiais. Além disso, são pobres em nutrientes essenciais para o desenvolvimento do bebê, como vitaminas, minerais e fibras.

Outro aspecto a se levar em conta é que oferecer alimentos industrializados desde cedo, irá favorecer ao desenvolvimento de hábitos alimentares prejudiciais, como o consumo excessivo de açúcar e sal, o que pode levar a problemas de saúde a longo prazo.

Por isso, os alimentos industrializados e com aditivos devem ser evitados ao máximo. O ideal é que os bebês recebam alimentos saudáveis ​​e nutritivos, preparados em casa com ingredientes frescos e naturais. Dessa forma, é possível garantir uma alimentação adequada e segura para o bebê, promovendo um crescimento e desenvolvimento saudável.

Conclusão

Ao seguir essas dicas simples, você garantirá que as refeições do seu bebê sejam seguras e bem nutritivas. Qual dessas dicas fez mais sentido para você? Você tem alguma dica legal para compartilhar conosco? Deixe nos comentários!